terça-feira, 28 de abril de 2015

MUITA SAÚVA E POUCA SAÚDE


Muita saúva e pouca saúde, os males do Brasil são. Ficava ecoando esta frase em sua cabeça, careca sem saber se pelo tempo ou pela máquina que diariamente durante os últimos 30 anos vinha fazendo. Sem errar um dia, todos os dias, todos os santos dias, como costumava dizer seu avô quando dormia com ele, e ele tinha de acordar. Fecha os olhos e sente uma daquelas tantas manhãs das férias em que o dia inteiro era só deles dois. Acorda desse delírio com os berros da televisão mostrando os últimos cálculos de um grande rombo na contabilidade do país, muito são os suspeitos e muitas são as provas e muitas são as defesas. Mais um roubo sem solução, sem ressarcimento aos cofres públicos, e todos, todos, inclusive ele que parou para ver a notícia sofreriam as consequências, e repetiu para si: muita saúva e pouca saúde, os males do Brasil são. Um par de olhos salta pela janela do apartamento para verificar se o dia oferece condições para uma caminhada. Lento outono. Já na calçada ouve a sirene da ambulância que chega a toda velocidade no hospital que é seu vizinho, assiste a cena incrédula, mas não seria a primeira, nem seria a última, o hospital de pronto socorro é seu vizinho, e apesar de ser um ótimo hospital, já não dá mais vazão, já não é só a ambulância, são ordas de mal trapilhos, doentes, gemendo pela rua, quase tornou impossível de caminhar, volta para casa. Muita saúva e pouca saúde, os males do Brasil são. Desligou a televisão. Pensou em caminhar, mas isso implica em sair para rua, o que não é recomendável, assaltos a qualquer lugar, como se não bastasse nossos governantes, pensou. Voltou para a cozinha e fez pipoca, sentou-se próximo da janela, onde observava ao longe o hospital de pronto socorro, que possuía um imenso prédio bem próximo, lá do morro podia até perceber e sentir, sentia pena de quem morasse próximo desse hospital, talvez tivesse a mesma visão que tem ali naquela favela, pobreza humana. ps.MacunaímaTaisLusoMariodeAndradeBrasilsaúdehospitalteleviãotelejornalcompaixãoamor

35 comentários:

  1. Grande cronica, meu amigo Jair Machado. Aplaudo-te de pé. Um abração. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre mujito agradecido por tuas gentis palavras, mas o que realmente me honra é tua presença...achei tão linda e tão necessária teu poema homenagem ao grande homem das artes Antonio Abujamra, ficou um post especial. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  2. Sempre lindo te ler e passar aqui vale muito! abraços,linda semana,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica do Céu, minha adorável amiga, lindo é eu chegar aqui e te encontrar, que bom que gostou do meu pequeno tratado sobre a saúde de nosso país...preciso do teu blog Céus e palavras, onde tem o que mais gosto, olhar o céu. Obrigado minha amiga querida, tua presença me é muito cara.Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  3. Boa noite, Jair.
    Sem dúvida vivemos um caos generalizado.
    O Brasil, e não só ele, vive em miséria, quer moral, social e financeira.
    Caminhamos ainda mais para o abismo, ainda que vozes se levantem, o problema vem de séculos atrás.
    Inteligente demais sua visão sobre a mesquinhez instalada contaminando até os maid credulos dos corações.
    Piedade pars a Nação que dofre e nada de impunidade para os corruptos.
    Parabéns.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha muito querida poeta e amiga Patricia, nem sei como agaradecer tuas palavras, tuas palavras me mostra que existe muitomais que esta verve poética, teu poder com as palavras vai além, e eu só tenho a agradecer. Vivemos nummundo que beira o absurdo, mas é real, somos roubados, abusados, explorados e pagamos, pagamos caro, os nossos impostos são os maiores do mundo, aqui ninguém respeita ninguém, nem pai filho, nem filho pai, só nos resta pedir piedade , como bem dizes. Obrigado pelo belo comentário. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  4. Boa noite, Jair.
    Sem dúvida vivemos um caos generalizado.
    O Brasil, e não só ele, vive em miséria, quer moral, social e financeira.
    Caminhamos ainda mais para o abismo, ainda que vozes se levantem, o problema vem de séculos atrás.
    Inteligente demais sua visão sobre a mesquinhez instalada contaminando até os maid credulos dos corações.
    Piedade pars a Nação que dofre e nada de impunidade para os corruptos.
    Parabéns.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha muito querida poeta e amiga Patricia, nem sei como agaradecer tuas palavras, tuas palavras me mostra que existe muitomais que esta verve poética, teu poder com as palavras vai além, e eu só tenho a agradecer. Vivemos nummundo que beira o absurdo, mas é real, somos roubados, abusados, explorados e pagamos, pagamos caro, os nossos impostos são os maiores do mundo, aqui ninguém respeita ninguém, nem pai filho, nem filho pai, só nos resta pedir piedade , como bem dizes. Obrigado pelo belo comentário. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
    2. Bom dia, Jair. Sou eu quem agradece pelas suas palavras, querido.
      Elogias a mim com um carinho tão lindo e constante, que só posso agradecer, pois é tão raro hoje em dia.
      Não quero ser inconveniente, só gosto da sua presença amiga.
      Lindo dia de p az.
      Beijos na alma.

      Excluir
    3. Bom dia, Jair. Sou eu quem agradece pelas suas palavras, querido.
      Elogias a mim com um carinho tão lindo e constante, que só posso agradecer, pois é tão raro hoje em dia.
      Não quero ser inconveniente, só gosto da sua presença amiga.
      Lindo dia de p az.
      Beijos na alma.

      Excluir
  5. Um perfeito retrato de nosssa realidade Jair ... muito boa sua contextualização ...

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu rei, meu adorado amigo Bratz, não sei se perfeito, mas um retrato que tentei expor, infelizmente, isso não é um conto de ficção, estamos vivendo isso, e isso é muito cruél, pois merecemos viver em paz. Sempre alegrando meu coração com tua doce presença, meu amigo. Crainho respeito e abraço.

      Excluir
  6. Do jeito que vai esse país é de deixar todos nós meio pirados, como o amigo meio desnorteado aí da história, rs. Aliás, quase todos nós estamos: vivemos desconfiados com tudo que diz respeito aos governos.Temos lições diárias de como afundar um país sem fazer força. É uma maravilha. Confesso que estou meio paranoica com o desenrolar das coisas. Nesse texto você não está sonhando (surreal), é realidade pura!
    Deixo aqui o que você conhece muito bem:

    "De tanto ver triunfar as nulidades,
    de tanto ver prosperar a desonra,
    de tanto ver crescer a injustiça,
    de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus,
    o homem chega a desanimar da virtude,
    a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto".
    - Rui Barbosa-

    Grande abraço, meu amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida amiga Tais, tuas palavras sempre lúcidas deixam meu texto mais real...meus personagens não tem uma cara, um perfil psicológico, mas são humanos como nós, que sentem na pele, na alma e no coração os tempos tristes que vivemos. Um desses personagens foi inspirado no teu post Lição de Vida, vizinho do hospital...A frase de Macunaíma ficou martelando na minha mente e não sabia como aproveitrar, me inspirar, como escrever, então comecei...tou indignado, assim como todo mundo com o que ocorre em nosso país, roubalheira debaixo do Sol, os órgãos públicos deixam de servir ao seu fim, para servir de caixa dois, buraco de corrupção,enfim, lamentável. Obriagdo pela citação de Rui Barbosa, pois já não nascem com facilidade homens de bem, honestos, que se preocupam com o próximo e o todo, que fazem da política uma forma de ajudar e não explorar, que é o que está ocorrendo. Minha querida amiga, tua presença neste blog sempre alegra meu coração, obrigado. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
    2. É, vi que você citou meu nome, deduzi que foi o caso 'hospital'! rs
      Gostei, sinal que meu texto serviu...
      Não agradeça, eu gosto muito de vir aqui, ver e sentir tuas experiências, é sempre lição de vida!
      Grande abraço!

      Excluir
    3. Minha querida amaiga Tais, se tu soubesses o quanto estou aprendendo com este blog, com quem o faz, eu e amigos iluminados que me prestigiam, amigos que acima de tudo fazem questão do respeito mútuo...tenho lições de vida todos os dias, e a primeira é quando acordo, agradeço sempre, estou vivo para tentar melhorar o que ainda não deu certo. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  7. ...realmente estamos à deriva.

    penso que a humanidade está à deriva.

    só não devemos acreditar nisso,
    porque se somos filhos de Deus,
    feitos então à sua imagem e semelhança,
    onde a fraqueza que nos habita?

    beijos pensativos, meu doce pensador!

    Vivian

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida Vivian, Deus, gosto de Deus, sinto-o, e acredito piamente que somos seus filhos e Ele um ótimo Pai, mas nós como filhos, somos péssimos, a todo dia, toda hora tenho provas disso, de quão mesquinho poder ser o homem, arrogante, desumano, mas Ele não desiste de nós e nem eu de melhorar enquanto ser humano, infelizmente ou felizmente para meu crescimento Deus tem colocado em meu caminho pessoas que não sentirei saudades quando estiver longe...eu sou humano, estou aprendendo, reconheço, busco minha humildade...mas é o contrário de tudo que Deus gostaria para a humanidade, estamos deevoluindo (não sei se existe esta palavra rs) para dizer que nossa evolução está nos levando de volta a barbárie, ao primitivismo...minha querida Vivian, tua luz deixou mais leve minha alma, me fez ser tolerante numa situação que em outros tempos brigaria com certeza, obrigado, tu és uma luz...penso e me acalmo. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  8. Olá Jair.
    Se pensar unicamente assim podemos dizer triste realidade humana e social.
    Caos, miséria, desalento, desesperança.
    Luto comigo mesmo para ver o outro lado, o lado bom da vida.
    Confesso que é perturbador o que sinto.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu querido amigo prof. Gilberto, quase posso sentir o que dizes, o termo perturbador é perturbador rs, mas tirando a brincadeira, eu também me nego a pensar que é disso para pior que caminhamos, mas o perturbador está, eu acho, nessa hipótese quase que real, basta ligar a tv e assistir a qualquer telejornal de qualquer emissora...mas viver é bom, é muito bom, é uma dádiva, e o que estamos fazendo ? estamos nos matando, matando o próximo, e não é só a agressão física própriamente dita, é a violência verbal, e a não verbal, ignorar, rejeitar, pessoas que conseguem encontrar a felicidade na maldade, felicidade com a infelicidade alheia, isso existe, é verdade, mas eu quero melhorar, eu acredito nisso que dizes meu professor...eu luto comigo também, luto todo dia, toda hora, acreditando em Deus, me esforçando para entender, ser humilde e tomando remédio controlado,porque todo mundo precisa de tratamento - eu faço.
      Meu caro prof. Cantu quanta honra sua presença, sua opinião, que acrescenta e muito no que procuro entender, para ver o que posso fazer de melhor ou algo para melhorar o todo, obrigado. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  9. É o caos...a Presidenta está aqui em Porto Alegre passando o feriadão, uma amiga minha é vizinha da casa do ex-marido dela e disse q a rua inteira está batendo panelas neste momento...batendo panelas! Como se isso fosse adiantar alguma coisa,meu deus,as pessoas estão revoltadas, mas ninguém sabe ao certo o que fazer,o que pensar, como reagir, como se proteger...e eu me tranquei em casa hj, em silêncio, meio desanimada, tentando estudar mas na minha cabeça, o som imaginário das panelas batendo...não consigo me concentrar em nada....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha poderosa Madi, quando li o teu comentário não pude de imediato responder, acho que ela, a Dilma, já tinha indo embora quando li, mas é surreal isso que me contaste, só que é real né ? por isso estamos meio perdidos, de repente todo mundo tem uma opinião, que se contradizem, que não explicam nada, fica claro a metáfora pizza, pois todos são cúmplices uns dos outros, sabe aquela coisa das castas indianas, aqui as castas se juntam, como os grandes empresários da lava jato, por exemplo...exemplo de malcaratismo é o que não falta neste nosso querido país, infelizmente. A Dilma não passou de um embuste, olha só a nossa situação pós eleição, é lamentável, é triste, é revoltante, mas fazer o quê ? Acho que temos de fazer como o prof. Cantu, ver o lado bom da coisa e lutar por isso, porque tá muito fácil jogar no ventilador, tá muito fácil dar opinião equivocada de forma anônima, é fácil odiar...mas acredito, que sou da tribo dos que amam, ou querem amar (meu caso, quer dizer, eu amo o Teimoso, meu cão adotado). É, querida Madi, nossa bela capital, amo Porto Alegre, embora não consiga mais morar aí, eu amo Porto Alegre. Começamos a andar numa zona de incertezas, comigo tudo bem, já vivi o bastante e posso imaginar o que vem por aí, mas meus pequenos, nosso pequenos, que estão começando a viver, a buscar, concretizar sonhos, o que serão de nossos filhos...por isso cuidamos, protegemos, somos honestos para que eles vejam e aprendam, rezo para que eles vejam que a fé remove montanhas (tou tão bíblico, acho que são as leituras...). Sempre delicioso conversar contigo poderosa Madi, enquanto isso vamos tentar manter um pouco de otimismo, sem o Lair Ribeiro rs. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  10. Bom dia.
    Estou conhecendo seu
    blog e lendo suas postagens
    tão bem escritas.
    Ja seguindo seu blog
    o aguardo la
    no Espelhando.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá CatiahoAlc, seja bem vinda, é sempre bom receber amigos novos, que bom que gostou do que andou olhando, sou eu, meu eu e minhas criações, poemas e letras de músicas...logo chegarei para navegar no teu blog e segui-lo. Obrigado. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  11. Bom dia rapaz, tudo bem ? Andei desparecido do meu espaço devido a inúmeros problemas. Aos poucos, retornando ao blog dos amigos.

    Parabéns pelo texto. A criminalidade tem se tornado um dos temas de interesse da ciência econômica não somente por atingir a sociedade em geral, mas também por ter impactos econômicos relevantes para a sociedade brasileira. Tanto os crimes contra o patrimônio quanto os crimes contra a vida geram grandes perdas para a nossa economia. Daí gera uma onda de medo, insegurança e impunidade por parte das autoridades. Viver é caro, e difícil, mas escrevendo e expondo nossas idéias, fica-se mais fácil, não é ?

    Abraços amigo,
    Dan
    http://gagopoetico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caríssimo Daniel André, quanta felicidade recebo com tua visita e teu necessário comentário neste post, enriquecedor (meio irônico né? já que falamos de miséria rs), enfim...Fico também muito agradecido por ter apreciado meu texto, sempre acho que não desenvolvi o bastante, e ao mesmo tempo gosto do tamanho pequeno e das possíveis entrelinhas que abro, possibilito ao próprio texto, que possibilito a mim, que possibilite esta nossa interação, este nosso papo...ainda hoje tentei comentar com uma pessoa que trabalha no mesmo prédio que eu, falei do CQC, aquele programa de TV de humor político, digamos assim, então ele já soltou que não gostava, que era um programa tendencioso, que apontava os problemas e não as soluções; claro, desisti de conversar com ele, e para sempre rs...enfim, falei isso porque gosto do programa e acho que é tão simplista pensar assim, e é o que ocorre com o crime, este que tu falas,pessoas assim pensam que enquanto estiver a salvo, que sua família estiver a salvo, prefere a zona de conforto, do homem estabelecido, culturalmente superior aos outros por ter opiniões cabais, fechando os olhos para o mundo a sua volta, até que rebe uma bala perdida, daí quem sabe ele pense, se sobreviver, a violência está ao nosso lado, e que mesmo sendo superior economicamente (mundinho capitalista) acaba por cair nesta cadeia alimentar, digo cadeia criminal, o preço pago será com sua vida ou de um ente querido, porque o que está acontecendo neste país tem grande parcela de culpa nossa, nossa avareza econômica e social e humana. Meu querido poeta e pensador Daniel Andre, muito agradecido por tua ilustre visita, e pedir perdão pelo abuso do meu comentário do comentário rs, precisava falar, obrigado. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  12. A vida anda meio complicada, não é mesmo ?
    Mas tudo culpa nossa, em menor ou maior grau !
    A gente tinha que ter feito algo quando as coisas estavam erradas, a gente tem discernimento pra isso, mas a gente brasileiro fica muito calado. Mas mesmo assim ainda acho que a gente tinha que ter feito algo quando as coisas estavam erradas, pelo menos votar direito !

    Abraço !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu querido amigo Marcos, meu fotógrafo favorito, tenho pensado muito nisso, até que ponto eu estou livre de culpa disso tudo ? não estou, eu tenho culpa e muita, como dizes, nós brasileiros somos calados, mas não somos burros, apenas teimosos, com discursos prontos, sempre tirando o corpo fora, mas como disse, eu também não faço nada, só tento levar minha vidinha honestamente trabalhando e tentando ser feliz...como solução imediata, concordo contigo, devemos aprender a votar, já é um começo. Sempre bom demais estar contigo. Obrigado pela presença, pela conversa. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  13. Anda tudo muito complicado, eu particularmente evito de assistir telejornais, ou depois sair na rua fica muito mais complicado Jair...
    Acho que precisamos de informação, e não de uma enxurrada diária e massiva de crimes e atrocidades...

    Beijos e beijos

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida Lilly, o mundo anda tão complicado, quem dera fosse a complicação da música da Legião Urbana, que tem este nome...uma das formas de fugir um pouco disso é navegar pelo teu blog, pois a informação é importante, precisamos, mas os telejornais que escorrem sangue pela tv tem maior audiência, o povinho gosta de uma violência televisiva. Achava eu que aqui no interior do interior do RS onde tou morando, ficaria mais tranquilo com relação a andar na rua, mas aqui tem um alto índice de violência, uma cidade aparentemente pacata e pequena, não é calma. Querida Lilly, tua presença já ilumina e varre para longe estas notícias ruins. Gosto deste teu afeto em forma de visita e comentário. Obrigado por prestigiar este blog. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  14. Acróstico

    Muitíssimos males os há neste Patropi
    Uns estando no poder percebem nada
    Insistindo nós em permanecer por aqui
    Tentamos encarar sóbrios essa parada.

    As vezes até um desespero nos assola
    Sabendo quão inútil é essa caminhada
    A saúde, a segurança, uma boa escola
    Úteis seriam se não fossem qual nada.

    Vai este País por desvirtuado caminho
    Avesso à ordem e ao progresso bendito
    País dos nobres e do branco colarinho
    Onde a saúva impera e a saúde é mito.

    Um belo dia transcenderemos tudo isso?
    Colheremos os doces frutos do trabalho?
    Apenas ignorando portanto esse feitiço
    Saberemos o que vale você, o que valho.

    Assim, se não restar qualquer esperança
    Último a sair que apague a luz, por favor
    Demandar saúde e educação, nos cansa
    E cansa muito mais carregar esse andor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu mui estimado amigo Jair, poeta e senhor de todas as palavras, estamos perdidos ? por hora sim, nas mãos de quem estamos, nós conseguimos ter os piores gestores da coisa pública, assim descem ladeira abaixo a saúde, a educação, a alegria de viver:
      "Vai este País por desvirtuado caminho
      Avesso à ordem e ao progresso bendito
      País dos nobres e do branco colarinho
      Onde a saúva impera e a saúde é mito."
      Dái logo nos pergunta:"Um belo dia transcenderemos tudo isso? " Eu rezo para que isso aconteça, que meus sobrinhos e sobrinhos netos tenham uma chance como eu tive, de apesar das dores políticas, sobrevivi, quanto a eles, tenho medo e dúvidas. Meu querido amigo, sabes que fico todo faceiro com teus acrósticos e limeriques (gosto deste nome), que angrandeces o meu espaço, valoriza meu eu, que tem tão pouca autoestima. Obrigado meu amigo Jair. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Respostas
    1. Obrigado meu caro, acho que saiu uma cosia macunaímica mesmo rs...adorei a observação.
      ps. Carinho respeito e abraço.

      Excluir