quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

SÓ POR HOJE...



PRESENTE

Decidi pelo voo itinerante
E ter um coração livre e alado
A viver as clausuras do passado
Esperando algo novo logo adiante.

Abandonei, de vez , a impermanência
E as frágeis construções do cotidiano
Abrindo asas para um novo oceano
E buscando a pura luz da consciência.

Não quero resgatar o que passou.
A chama por si já se extinguiu
E as cinzas restaram do que fiz.

Não busco, tampouco, um amanhã
A chama por si se acenderá
Me basta, hoje, ser feliz.
by Dilson Gimba

17 comentários:

  1. Respostas
    1. "Me basta, hoje, ser feliz"...e serei sempre feliz meu rei, com tua nobre presença, com tuas certeiras palavras...como não ser feliz, com um amigo assim, que apesar do meu distanciamento (face falta de net), não te esqueço, não me esqueces meu querido amigo Bratz. Este poema de um amigo chegou em boa hora, o que foi e o que será, não importa muito, mas hoje, hoje eu preciso ser feliz e dividir esta felicidade contigo, meu rei, meu amigo Bratz. Carinho respeito e abraço

      Excluir
  2. Olá, meu caro. Seus poemas estão cada vez melhores... E nada melhor do que viver o hoje, não é mesmo? Deixar que os sentimentos bons surjam sem precisar forçá-los é a melhor forma de nos libertar de algumas prisões do passado. Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido amigo Hugo R. não imaginas a felicidade ao te encontrar por aqui, já faz algum tempo...este poema não é meu, é de um amigo muito querido, que me presentei de vez em quando com um poema, este achei perfeito para o meu dia, para os meus dias. Já se sofreu tanto, mas passou, a ansiedade é muita pelo dia de amanhã, mas nada disso importa, pois o importante é o agora, é hoje.
      Gosto quando falas em prisões do passado, pois, olhando daqui para meu passado, percebo o quanto fui burro ao achar que amava uma criatura, que me escolheu para ser seu amigo, no meio de tantos, ou seja, eu era uma aposta, e não um amigo de verdade, daí o pior aconteceu, eu me apaixonei, amei, sofri, chorei (parece letra de música da jovem guarda rs), mas é passado, e olhando daqui percebo que me libertei dessa prisão. Tinha até retomado a amizade de uma forma virtual, mas o melhor é não acordar fantasmas, estão mortos, e nada vão mudar, e não mudou, então, pela última vez me desliguei, apertei um botão e nos desconectamos no mundo virtual, e agora para sempre. Muito feliz mesmo, com tua presença meu caríssimo amigo Hugo. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Acróstico

    Porque passado é caminho já feito
    Refazê-lo não traz nova conquista
    E o futuro, não o tenho, só espreito
    Sendo que deste dia-a-dia ele dista.
    Então aqui só presente do seu jeito
    Nele, nosso cotidiano está na lista
    Tarde, manhã, noite e até no leito
    E todas as coisas que estão à vista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu senhor de todas as palavras, meu amigo e poeta Jair Lopes nesta caminhada do passado até aqui, tenho de louvar conquistas, amizades, a tua, os poemas que leio e absorvo, da virtuose em ti: “Então aqui só presente do seu jeito”, nos teus mais adoráveis e poéticos comentários que deixaste neste blog, que deixas hoje. Sempre me faltaram palavras para descrever o que sinto quando leio tuas criações, os acrósticos, a palavra sendo desconstruída e remontada, já te falei, acho isso um dom...e estamos a viver hoje, o hoje, nosso tempo, senhor do nosso destino, pois: “E o futuro, não o tenho, só espreito”, então meu amigo, estamos vivos, hoje, agora, este presente de Deus. Carinho respeito e abraço.

      Excluir

  5. “Não quero resgatar o que passou.
    A chama por si já se extinguiu
    E as cinzas restaram do que fiz.”.

    Nada mais saudável, mais feliz do que isso! Resgatar passado, ficarmos pipocando sobre as coisas que não deram certo, só pode virar doença! Otimismo não é uma palavra que eu use com frequência, palavras, apenas. Mudar e tomar novas atitudes é que resolve nossos problemas. Gostei muito desse poema, Jair!
    Grande abraço, meu amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida, minha adorada amiga Tais, também gostei desse poema...é de um amigo muito querido, que vez ou outra me presenteia com um poema, este é especial, acredito que nos diz algo que poderemos fazer por nós, reconhecer o valor do hoje, não se apegar ao passado, mas perceber que o que foi feito ficou lá, só "as cinzas restaram"... Otimismo e positivismo, sempre meio que lutei contra estas palavras, como dizes, palavras, apenas, mas não posso me permitir ser tomado pelo negativismo. É aquela história, minha amiga, todos os dias nasce o Sol, ou não, mas é um novo dia, nova possibilidade para tomarmos nova atitude, que realmente é o que resolve os problemas, que nem são tão problemas às vezes, só precisamos estar com os pés no chão (como é difícil). Tais, querida, muito, mas muito aprendi com tuas palavras durante este ano, atua sensibilidade, teu carinho comigo, tua lucidez nas palavras sempre certeiras para mim, só posso te agradecer esta amizade, esta troca de gentilezas e boa educação, é maravilhoso. Tenho muita sorte de conhecer as melhores pessoas na internet. Carinho respeito e abraço.

      Excluir




  6. Só por hoje
    by Legião Urbana

    Só por hoje
    eu não quero mais chorar
    Só por hoje
    eu espero conseguir
    Aceitar
    o que passou o que virá
    Só por hoje vou me lembrar que sou feliz.

    Hoje já sei que sou, tudo que preciso ser
    Não preciso me desculpar, e nem te convencer
    O mundo é radical,
    Não sei onde estou indo
    Só sei que não estou perdido
    Aprendi a viver, um dia de cada vez,
    Só por hoje
    eu não vou me machucar
    Só por hoje
    eu não quero me esquecer
    Que há algumas pouco vinte quatro horas
    Quase joguei, a minha vida inteira fora.

    Não não não não
    Viver é uma dádiva fatal
    No fim das contas, ninguém sai vivo daqui mas
    Vamos com calma!
    Só por hoje
    eu não quero mais chorar
    Só por hoje
    eu não vou me destruir
    Posso até, ficar triste se eu quiser
    É só por hoje, ao menos isso eu aprendi.

    ResponderExcluir
  7. Também decido hoje ter "um coração livre e alado". Imagem linda!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida amiga Jussara, sempre uma inspiração tua presença, obrigado...quando recebi este poema de um amigo, que o fez, percebi que por aquele breve momento em que conhecia o poema eu pude ser feliz, por ter encontrado palavras, poesia, harmonia, beleza que falaram comigo muito mais alto, que minha alma escutou, então a cada dia que leio este poema lembro de ser feliz, de estar feliz, assim como a cada dia que nasce...e o poema já começa bombástico: “Decidi pelo voo itinerante / E ter um coração livre e alado...” É um poema inspirador. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  8. Olá Jair. Lindo poema. Se fossemos felizes só por hoje seríamos felizes sempre ne? Todos poderiam ser assim. Grande abraço.
    www.fernufala.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá sr Fernando dos Santos, agora casado e dono de casa...tens razão meu amigo, é difícil, muito difícil o momento da tal felicidade, mas quem disse que era fácil, nè? O poema deste amigo faz a gente perceber que também é fácil, também é possível. Sempre muito agradecido e feliz com tua carioca presença. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  9. Bonito!
    Parece que lá no fundo quer dar esperança. Será?

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente bonito Claúdia, boa pergunta, no momento que el nos diz para ser feliz agora, não impórtanto passado ou futuro, há de se pensar isso. Mas também, estar feliz é uma forma de esperança, eu acho, Sempre muito bom falar contigo, amiga de além mar. Me pareceu bnem delicioso aquele queijo. Carinho respeito e abraço.

      Excluir