terça-feira, 9 de julho de 2019

NÃO ME DIGA NADA

Resultado de imagem para A VIDA DIZ NÃO


Diga-me não e te darei as costas
retrocederei passos tropegos e assustados
convencido que o não é verdadeiro…
Vou atirar mil vezes pelo ar
toda minha alegria
destilarei meu veneno
e não morrerei de apatia.
Vou sacrificar meu amor cego e mudo
sob teu olhar de piedade e asco
Diga-me não todos os dias,
e todos os dias direi amém.
A vida sempre me negou fortuna,
mas me deu liberdade para criar
poemas, textos tolos, e velhas canções,
que nunca cantarei…
Ainda sob teu olhar,
o meu olhar no chão..
Diga-me não
o não que permeia minha vida
o não que acabará com ela
o não que me fará infeliz
o não como lápide do meu túmulo…
Diga-me não e morrerei mil vezes
e viverei mil vezes
dentro dessa ilusão
chamada vida.
Não me diga nada.


by Jair Machado Rodrigues

sexta-feira, 5 de julho de 2019

VOZ

Imagem relacionada

Ouço tua voz e não consigo escrever nada, nem da dor que maquiada de remédio, suspira e não sangra dentro de mim. Dá última vez ouvi teu canto falando de esperança, de querer, se doar e receber, amar, perdoar e amar de novo...ainda assim, quando fecho os olhos te vejo falar dos astros, e de suas relações com a música. Áries, me disse, gosta de rock pesado, mas melodioso. Pensei no primeiro disco do Radiohead. E que o tempo todo temos uma música embalando nossas vidas, como trilhas sonoras de novela...acho que minha trilha é o silêncio, que grita e ninguém ouve, só eu, só. Gostaria de falar de volta, manter um diálogo, mas como nos sonhos, eu era apenas espectador, ou mera figuração. Enquanto a história se desenrola e seus heróis e vilões ganham vida e ganham guerras de presente do destino, que cruel e mal, nos aguarda em toda esquina, como uma roleta russa, no próximo passo, na próxima esquina, poderemos sucumbir. A música acalma minha alma atormentada nesta existência, sugo todo som musical que me rodeia, assim como aproveito das cores das flores que passam por mim, na floricultura oriental, em alguma esquina, que pode ser a última. Escutarei tua voz pra sempre, gravada em meus ouvidos, no meu inconsciente, minha pele, feito tatuagem sonora ad infinitum... Ouço tua voz, e vagas palavras me surgem dentro de minha cabeça. O silêncio que mantinha, aquecido debaixo das cobertas, do último inverno frio e triste e só. Sempre só...enquanto isso, a voz que fala, dá lugar a voz que canta, então    desisto, me entrego  a própria sorte do amor...Amy canta e eu não sou um garoto bom, talvez um verme, um creep. Depois, estarei na esquina da morte, e ela não me verá, deixando-me vivo, ouvindo minha melodia triste, sem nem um beijo de chegada ou de adeus. Ainda ouço tua voz, embora entrando em sono profundo, e uma esperança da sonhar contigo, me falando ao ouvido, cantando para minha alma.

sexta-feira, 14 de junho de 2019

AMOR TOLO É ENVIADO DO CÉU

Every You Every Me

Placebo


 
 
Sucker love is heaven sent
You pucker up, our passion's spent
My heart's a tart, your body's rent
My body's broken, yours is bent
Carve your name into my arm
Instead of stressed, I lie here charmed
'Cause there's nothing else to do
Every me and every you
Sucker love, a box I choose
No other box I choose to use
Another love I would abuse
No circumstances could excuse
In the shape of things to come
Too much poison come undone
'Cause there's nothing else to do
Every me and every you
Every me and every you
Every me
Sucker love is known to swing
Prone to cling and waste these things
Pucker up for heavens sake
There's never been so much at stake
I serve my head up on a plate
It's only comfort, calling late
'Cause there's nothing else to do
Every me and every you
Every me and every you
Every me
Like the naked leads the blind
I know I'm selfish, I'm unkind
Sucker love I always find
Someone to bruise and leave behind
All alone in space and time
There's nothing here but what here's mine
Something borrowed, something blue
Every me and every you
Every me and every you
Every me
 
by Placebo
 
Image result for placebo
Placebo

quarta-feira, 12 de junho de 2019

SAGA

 
Related image
Fillipi Catto
 
SAGA
 
Andei depressa para não rever meus passos
Por uma noite tão fugaz que eu nem senti
Tão lancinante, que ao olhar pra trás agora
Só me restam devaneios do que um dia eu vivi
 
Se eu soubesse que o amor é coisa aguda
Que tão brutal percorre início, meio e fim
Destrincha a alma, corta fundo na espinha
Inebria a garganta, fere a quem quiser ferir
 
Enquanto andava, maldizendo a poesia
Eu contei a história minha pr´uma noite que rompeu
Virou do avesso, e ao chegar a luz do dia
Tropecei em mais um verso sobre o que o tempo esqueceu
 
E nessa Saga venho com pedras e brasa
Venho com força, mas sem nunca me esquecer
Que era fácil se perder por entre sonhos
E deixar o coração sangrando até enlouquecer
 
E era de gozo, uma mentira, uma bobagem
Senti meu peito, atingido, se inflamar
E fui gostando do sabor daquela coisa
Viciando em cada verso que o amor veio trovar
Mas, de repente, uma farpa meio intrusa
Veio cegar minha emoção de suspirar

Se eu soubesse que o amor é coisa assim
Não pegava, não bebia, não deixava embebedar
E agora andando, encharcado de estrelas
Eu cantei a noite inteira pro meu peito sossegar

Me fiz tão forte quanto o escuro do infinito
E tão frágil quanto o brilho da manhã que eu vi chegar
 
E nessa Saga venho com pedras e brasa
Venho sorrindo, mas sem nunca me esquecer
Que era fácil se perder por entre sonhos
E deixar o coração sangrando até enlouquecer
 
by Fillipi Catto
 

segunda-feira, 10 de junho de 2019

"NÃO MATARÁS"

 Resultado de imagem para não matarás             

                Pensava em escrever um post intitulado A Mulher, o Gay e o Policial, devido ao assassinato de pessoas pertencentes a estas categorias de seres humanos. Falar de morte no Brasil, é quase como se estivéssemos em guerra permanente. Nosso país é o campão das estatísticas de morte, no trânsito, de bala perdida, de assassinatos por motivos torpes, latrocínios, etc. Mas me deparei com mais uma estatística, a morte de jovens negros. Como sou negro, posso ser a próxima vítima, embora não seja mais jovem. Morrer, como dizia Caio Fernando Abreu, é entrar noutra, mas isso é na literatura, não na vida real. Na vida real, deixamos de existir, deixamos saudade, deixamos quem amamos, deixamos de viver. As mulheres, infelizmente continuam a ser mortas por serem mulheres, por seus homens, cheios de ciúme e doença de possessão, como se fossem donos da vida de suas mulheres, e quando não existe mais possibilidade de viverem juntos, normalmente por culpa do macho da relação, este se acha no direito de tirar a vida, daquela que dizia que amava, que dormia na mesma cama, que lhe deu filhos...Os gays estão sendo mortos por serem gays, de maneira cruel, o que não consigo entender o porquê, intolerância ? mas por que ? Uma orientação sexual diferente do que se chamaria de "normal"? Poque a felicidade do outro incomoda tanto, a ponto de querer matá-lo ? E os policiais, que vem sendo alvo de bandidos, por serem policiais, profissão esta que serve para defender o povo dos abusos, crimes, assaltos. São trabalhadores com famílias, que só querem exercer a sua profissão.
               Mata-se muito inocente neste pais. Nem em guerras nos tempos de hoje morre tanta gente, como aqui em nosso país, O que está havendo, que ódio é esse, que cega as pessoas que saem matando por aí. Devemos temer opor estarmos vivos ? Devemos temer que vem em nossa direção na calçada ? Devemos deixar de viver, para não morrer ? Poderia ficar o dia todo fazendo estas perguntas, e não teria resposta. Existe um ódio, uma inveja, um desequilíbrio, uma doença no ser humano que o faz deixar de ser humano, mas não se torna animal, pois os animais não matam por matar, acho que o homem se torna um demônio triste, que prefere a escuridão do que a luz de Deus.

quarta-feira, 5 de junho de 2019

TALVEZ EU SÓ PRECISE DE UM SORRISO

Image result for um sorriso negro


Talvez eu chore hoje
Talvez eu só não fale
Talvez eu tente um leve suicídio
Talvez eu só precise de um sorriso
 

 
Deixarei o Sol me abraçar


nesta manhã fria de céu azul
e inundarei meus ouvidos e alma
de tua voz, tua música, tua atenção.
 

Quem sabe o dia seja leve
Que não haja nem um atentado a bomba
Que não se corte uma árvore hoje na Amazônia
Que nenhuma mulher morra nas mãos de seu amado.

Caminharei passos trôpegos ao Sol
Sonharei acordado com o amor,
este estranho que dobra a esquina,
ao me ver passar caminhando só.

Talvez eu nem chore hoje
Talvez eu até fale um pouco
Talvez desista deste pequeno suicídio
Talvez eu só precise de um sorriso.
 
 
by Jair Machado Rodrigues

quinta-feira, 30 de maio de 2019

DESILUSÃO, DESILUSÃO

 
Resultado de imagem para dança da solidão
 
Dança da solidão
 

 
Solidão é lava que cobre tudo
Amargura em minha boca
Sorri seus dentes de chumbo
Solidão palavra cavada no coração
Resignado e mudo
No compasso da desilusão
 
Desilusão, desilusão
Danço eu dança você
Na dança da solidão
 
Desilusão, desilusão
Danço eu dança você
Na dança da solidão
 
Camélia ficou viúva, Joana se apaixonou
Maria tentou a morte, por causa do seu amor
Meu pai sempre me dizia, meu filho tome cuidado
Quando eu penso no futuro, não esqueço o meu passado
 
Desilusão, desilusão
Danço eu dança você
Na dança da solidão 

Desilusão, desilusão
Danço eu dança você
Na dança da solidão
 
Quando vem a madrugada, meu pensamento vagueia
Corro os dedos na viola, contemplando a lua cheia
Apesar de… 
 

terça-feira, 21 de maio de 2019

10 ANOS CONSTRUINDO UM BLOG

Related image
 
Maio já está no final, e não posso acabar este mês sem felicitar meu filho, minha criação, meu blog que escrevo, tento escrever, pintar e bordar e encenar, mas acaba por ser meu diário eletrônico, minha váuvula de escape, meu enfrentamenteo com o dia a dia, a vida enfim, e a morte. 10 anos desbravando um mundo que não me quer, mas eu quero, gritar minha voz muda da alma, me desnudando por vezes, por outras rindo, mas dramáticamente mórbido e, também muito poético, de muita esperança. Neste tempo do blog, quase nunca o abandonei...ok, fora algumas crises, criativas até. Mas continuei tentando por estes anos todos, ou quase nada, comparado com nosso tempo, estes tempos. O mundo passa diante de meus olhos e me joga pedras, jogo de volta, com mais vontade de acertar. Não. Foram anos de aprendizado, de alegrias virtuais, de amigos virtuais, muitos ad infinitum. Pude conhecer alguns lados meus, que a escrita permite, valha-me Fernando Pessoa, acuda-me mulato Machado de Assis, perdoem-me todos os Santos da boa escrita, pelos pecados que já cometi, que cometo e possívelmente cometerei na minha escrita. Feliz aniversário blog do jair ou histórias de músicas e pessoas, como eu, como tu, como aquelas que nos influenciam sempre. Direi minha tríade emocional literária íntima, da mente e do coração, profundamente afetivo, ela Lya Luft, com seus olhos saltando vida e eles, Caio Fernando Abreu, com seu olhar no meu olhar um dia, e Ivo Bender, o professor, o homem de Teatro, com quem emocionei-me junto numa homenagem em vida, rara em tempos que comemoramos mortos. Pois é Amy e Dolores e Beth Carvalho...e assim continuo redescobrindo este blog, cada dia,  cada ano, cada década. Feliz 10 anos meu blog do jair ou histórias de músicas e pessoas.
 


ps. Minha querida Tais Luso, maio já está no final,  daqui a pouco tropeçamos no Natal, cairemos no Ano Novo e acordaremos num aniversário, e Natal de novo rsss...chega ser engraçado, mas feliz é tua tia que conseguiu fazer 99 anos, Deus seja louvado. Confesso não me ver tão longe, mas espero poder andar um pouco mais neste caminho que sigo, vivo, rindo do tempo que passa, afinal até a uva passa. Gratidão Tais Luso.
 


ps.2. S O S  AMAZÔNIA,  afinal a floresta Amazônica em três décadas perdeu em mata o equivalente a seis (6) cidades de São Paulo, a maior cidade da América Latina, uma das maiores do mundo... SOCORRO AMAZONIA

sexta-feira, 17 de maio de 2019

MAIO JÁ ESTÁ NO FINAL

 
Imagem relacionada

Maio

 

Kid Abelha

 


Maio
Já está no final
O que somos nós afinal
Se já não nos vemos mais
Estamos longe demais
Longe demais
Maio
Já está no final
É hora de se mover
Pra viver mil vezes mais
Esqueça os meses
Esqueça os seus finais
Esqueça os finais
Eu preciso de alguém
Sem o qual eu passe mal
Sem o qual eu não seja ninguém
Eu preciso de alguém
Maio
Já está no final
É hora de se mover
Pra viver mil vezes mais
Esqueça os meses
Esqueça os seus finais
Esqueça os finais
Eu preciso de alguém
Sem o qual eu passe mal
Sem o qual eu não seja ninguém
Eu preciso de alguém
Eu preciso de alguém
Sem o qual eu passe mal
Sem o qual eu não seja ninguém
Eu preciso de alguém
Maio, Junho, julho, agosto, setembro
Outubro, novembro, dezembro
 
by George Israel E Paula Toller

quarta-feira, 24 de abril de 2019

PAZ É BOM DIA


Related image
Quando tudo o que se esperou era paz e sossego, entra um homem bomba e morremos ou nos ferimos, mas sofremos mesmo assim com a dor alheia, com a destruição das casas e igrejas e sonhos. Respirar profundamente, pensando em Deus e seus anjos, para que amenizem esta intolerância, o ódio que destrói vidas, trocá-lo pelo amor que salva...Como crianças perdidas na floresta, fugindo do lobo mal e da casa de doces da bruxa, vamos correr nos campos abertos e respirar o ar puro da pampa. No Sri Lanka ou no Rio de Janeiro somos metralhados, somos destruídos como nada, e nada não somos, somos tudo que quisermos ser de bom...a liberdade se limitou ao nosso cérebro, se sair um pensamento, já não somos mais livres, pois sempre haverá alguém cheio de ódio para nos atirar pedras e falar mal de nós na internet. Quando estou deitado em casa pensando na minha vida, não tenho tempo para cuidar a vida do vizinho, mas ele perde seu tempo cuidando da minha vida. E meu cão late, como se ouvisse o barulho de uma explosão. Tempos passados e distantes, uma leve memória de felicidade, de paz...éramos inocentes crianças brincando de ser feliz, correndo livres na rua, ciranda cirandinha vamos todos cirandar...Oremos à Deus pedindo paz. Olhemos nossos vizinhos e vamos dizer bom dia. Não viremos as costas para quem pede comida em nossa porta. Vamos responder aos bons dias de todos, todos os dias. Devemos perdoar quem nos metralha? Devemos perdoar que explode igrejas nos festejos da Páscoa? Eu não sei, mas não desisto de Deus, não desisto de minha boa vontade. Não desisto de dizer BOM DIA.

terça-feira, 2 de abril de 2019

OS PASSOS JÁ NÃO SÃO OS MESMOS


Resultado de imagem para o tempo nos cansa

E quando se está cansado de tanta malcriação do tempo, podemos perceber as rugas do rosto tateando com as mãos. Os passos já não são os mesmos, agora lentos, como se fossem a lugar nenhum, percebendo-se um leve arrastar de calçado. Disseram-me que caminhamos a passos largos para a morte, mas nem tão rápido assim. Taxas são cobradas a cada esquina, onde deixamos nossas almas, nossa sombra, como Peter Pan, mas não voaremos nunca, para a Terra do Nunca. Os olhos outonais que derramam tanta melancolia, ainda não acordaram para última volta no Cabo da Boa Esperança. Não retornaras a tua infância perdida, as cirandas ficaram lá, neste túnel do tempo. Irreconhecível hoje. Mesmo entoando velhas canções de ciranda, o tempo não perdoará, nem se comoverá com teus gritos infantis lá do fundo do passado, mal passado. E quando não se ama, e se quer amar? Quem devemos procurar ? E quando o ódio e a mágoa corroem a alma, o que fazer ? Perguntas, perguntas, perguntas. E a resposta geralmente está em nossos corações, em nossas atitudes diante da vida e dos fatos que nos consomem. O tempo nos cansa e nos separa e nos põem a prova, ditando os segundos que perdemos não olhando um jardim com flores, da primavera de nossas vidas, hoje outono, sereno, tranquilo, silencioso e velho, mas com forças ainda de se mover, lentamente como um molusco na terra, já arrastando os calçados.

segunda-feira, 1 de abril de 2019

NÃO ESPERO NADA DE TI


Resultado de imagem para NÃO ESPERO MAIS

Não espero mais nada de ti
Nunca esperei na verdade
Nem sei porque fiz sinal de fumaça
Se poderia te acertar com um dardo pra dormir
Ou te matar
Não espero tuas palavras que ecoam no dial
E se perdem nas ondas curtas
De um velho coração dividido entre o amor e a morte.
Amor e Morte.
Mesmo que de teus olhos escorra leveza
Sei de tua tribo antropofágica
Mas antes disso já devorei teu olhar
Tão leve e tão livre…
Não espero que me encontres num sonho
Ou me atropele com um furgão…
Eu já estava morto por dentro
E sem esperança
de esperar demais meu nome em tua boca
Não, eu não espero nada de ti.

by Jair Machado Rodrigues



ps.

terça-feira, 26 de março de 2019

OS OLHOS DE MINHA ALMA


Imagem relacionada
Naufrágio no litoral de Mostardas RS

Eu Vou Estar

Eu não vou pro inferno
Eu não iria tão longe por você
Mais vai ser impossível não lembrar
Vou estar em tudo em que você vê

Nos seus livros, nos seus discos
Vou entrar na sua roupa
E onde você menos esperar
Eu vou estar

Eu não vou pro céu também
Eu não sou tão bom assim
E mesmo quando encontrar alguém
Você ainda vai ver, a mim

Nos seus livros, nos seus discos
Vou entrar na sua roupa
E onde você menos esperar

Em baixo da cama
Nos carros passando
No verde da grama
Na chuva chegando
Eu vou voltar

Nos seus livros, nos seus discos
Vou entrar na sua roupa
E onde você menos esperar
Eu vou estar.

by Dinho Ouro Preto/Alvin L.



ps.
Não vejo mais  poesia nos teus olhos, mesmo a Lua ficando para apreciar o dia lindo que nasceu para os lados de Mostardas, aquela vidinha rural e selvagem, de ovelhas e vacas, flamingos e garças. Naõ vejo mais poesia nos teus olhos, que se fecham ao ouvir os gritos do silêncio e não se importam se a Lua brilha ou não, que sua luz vem do Sol, que as marés mudam e nõs também. Não vejo mais poesia nos teus olhos, desde o dia que apagou minha existência de tua vida. Naõ vejo teus olhos, mas sinto a poesia em minha vida, poesia que transpiro pelo poros de meu corpo, de minha alma, os olhos de minha alma; que respeita o brilho das estrelas na noite mais negra, que se rende a uma Lua bailante no céu noturno. Desde quando não vi mais poesia em teus olhos, o mundo ficaria mais triste, mas a poesia que te foge, me transborda de dor, silêncio e felicidade. Felicidade de estar livre de teus olhos opacos e sem vida. O dia hoje é lindo, para os lados de Mostardas...

Resultado de imagem para OS OLHOS DE MINHA ALMA