sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

PARA SEMPRE CAIO FERNANDO ABREU





                            UMA VESTE PROVAVELMENTE AZUL







 

Eu estava ali sem nenhum plano imediato quando vi dois homenzinhos verdes correndo sobre o tapete. Um deles retirou do bolso um minúsculo lenço e passou-o na testa. Pensei então que o lenço era eito de finíssimos fios e que eles deviam ser hábeis tecelões. Ao mesmo tempo lembrei também que necessitava de uma longa veste: uma muito longa veste provavelmente azul. Não foi dificil subjugá-los e obrigá-los a tecerem para mim. Trouxeram suas famílias e levaram milênios nesse trabalho. Catástrofes incríveis: emaranhavam-se nos fios, sufocavam no meio do pano, as agulhas os apunhalavam. Inúmeras gerações se sucederam. Nascendo, tecendo e morrendo. Enquanto isso, minha mão direita pousava ameaçadora sobre suas cabeças

                                            by Caio Fernando Abreu
 
 
ps.( um leve desbafo) Jejum de palavras, é o que preciso para sobreviver aqui, como forasteiro que sou, descubro que não tenho direito a palavra. Sou chato, gosto das coisas como devem ser, profissionalmente é claro, mas as coisas são  o que são com o tempo, e as pessoas que manipulam, que fazem, trabalham, tem este costume como lei. E um forasteiro como eu, que conheço o trabalho que faço hoje,  já fazia em outros lugares, então tudo o que disser será rechaçado, não tenho de dar opinião, nem reclamar, principalmente reclamar. De quem eu pensei ter sido bem recebido, descubro que sou um atraso, um incomodo, alguém que veio trazer novas-velhas formas de trabalhar, outros assuntos, enfim, realmente não sei o que faço aqui, mesmo tendo escolhido. Aguardarei sem silêncio, num jejum de palavras, que Deus me dê um sinal, para eu poder continuar em paz, a paz que descobri nesta cidade.

22 comentários:

  1. Amigo Jair, todos já fomos um pouco forasteiros, num lugar, numa situação qualquer, mas...

    a gente aprende, que em certas horas o silêncio é uma das poucas atitudes que pode nos proteger...
    a gente aprende, também, que ser corajoso é viver de acordo com nossas convicções;
    que nós não temos de ser como todo o mundo;
    que nós temos de cobrar de nós o empenho, não os resultados;
    e que nós temos é de cultivar amizades de verdade, mesmo sendo apenas um!
    Grande abraço, Jair!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida amiga Tais, acho linda a palvra 'forasteiro', lembra um pouco a infância, dos filmes de bang-bang...já faz algum tempo que tenho uma sincronicidade contigo, por isso digo que teus comentários são lúcidos, tens uma sensibilidade ímpar e as palavras mais belas e certeiras em momentos de precisão, como agora...preciso de silêncio, para meditar, dormir, ou ficar escutando nada, apenas em paz...um fato inusitado me aconteceu e disse no teu outro comentário no post Quando estou em paz...o que poderia ter de desestruturado emocionalmente, acabou por me fortalecer, o que não me mata,já dizia o filósofo (acho que Sartre),e quando já tinho o post do conto do Caio pronto, aconteceu e eu naturalmente psicografei o que sentia no momento rs...mas acredito no amor,fraterno,na paz interior, na minha conexãocom Deus,foio que me manteve calmo e tranquilo, afinal nem Jesus agradou todo mundo porque fica8ia triste por alguém não gosta rde mim, mesmo dizendo na minha cara e tendo de conviver, pois foi no trabalho, enfim,minha amiga, muito feliz e agradecido, para sempre, teu gentil e carinhoso comentário, obrigado. Carinho respeito e abraço

      Excluir
    2. Todos nós temos gente que não vai com nossa cara rsss,
      Amigo Jair... O ótimo é a coincidência: eu não gosto de quem não gosta de mim! E que maravilha quando noto logo. Tenho mil defeitos, menos carência.
      Grande abraço, amigo!

      Excluir
  2. Jair querido, andei sumida mas voltei louca pra saber dos meus amigos da blogosfera, dos quais sinto saudades, e já vim aqui saber de ti, pois gosto muito dos teus textos e dos q citas tb, caso do Caio Fernando Abreu. Sobre teu trabalho, que eu sequer sei qual é, mas entendi q vc pediu transferência, por sua vontade, imagino q seja um cargo público, escola, banco, talvez?
    Seja o que for, tudo tem seu tempo, e se vc acha que não está legal, tem como voltar ou trocar novamente? Sei q não é simples, mas mudar as pessoas a gente não vai mesmo, às vezes só nos resta mudar de lugar...não como fuga, mas tentativa de recomeço ,não importa qtos na vida, o importante é jamais desistir e não ir contra teus princípios...#sóacho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh poderosa Madi (e corre um vento, nuvens se mexem no céu e a poderosa Isis sai voando rs)...também sinto saudade dos amiogos da blogosfera, senti saudade de ti...a idéia inicial era só o Caio, já postei alguns anos atrás este mesmo conto, mas achei oportuno nesta atual conjuntura, onde o povo não tem poder nenhum, e temos de continuar a trabalhar honestamente para que poderosos roubem, e nós sob a ameação de uma grande mão sobre nossas cabeças, temos de obedecer...mas, ocorrido um fato no meu trabalho, acabei por escrever uma segunda parte do post, Sou um funcionário público, ´por isso conseguir transferência quando há vaga, a resistência que falo não são das pessoas, pelo menos não de todas, mas a maldade se sobressai em detrimento da bondade...aos poucos vou descobrindo que existem pessoas, a maioria, maravilhosas aqui, da cidade, RioPardo eu já amava desde pequeno, tenho família aqui..cheguei a pensar em desistir, tentar voltar ou tentar outro local, outra cidade, mas não tou fugindo, não de alguém, a não ser de mim mesmo. Acontecido isso, eu carente e fragilizado sempre, percebi que sou forte, que Deus (tu é meio luterana, né? - sempre gostei do Luthero, não sei explicar ), que Deus está orgulhoso desse filho aqui, eu, pois bravamente encarei a situação, não fiz barraco ( o que faria em outros tempos, nã omuito tempo atrás rs), meditei no final de semana, rezei, orei, li um livro inteiro, fiquei com minha mãe e hoje posso te dizer que estou aqui porque escolhi, e trabalho não me assusta, e quanto ao lugar e as pessoas, a gente conquista e se não der certo que cada um vá para seu lado e não precisa haver guerra...tão bom estar trocando idéias contigo, pessoa que eu confio, embora estejamos na internet, esta conversa é contigo...porisso minha amiga,muitoobrigadopor tua luz que sempre brilha na minha vida. Adorei as fotos da velha Portugal em tuas férias defamília (como eu gosto disso - FAMÍLIA). Amei tuas palavras, de verdade...Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  3. Boa noite, Jair, querido, amigo.
    É bem verdade que o silêncio muitas vezes é um diamante lapidado, com um valor extremo para nós e para quem nos cerca, pois ele traz doses de sabedoria, a que procuramos e muitas vezes não possuímos.
    Somos o que somos, mas em situações diversas procuramos melhorar, e nas que não sabemos lidar, é melhor mesmo esperar uma resposta divina.
    Enquanto isso, cerrar os nossos lábios é uma atitude de proteção.
    Tenha um mês abençoado.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Somos o que somos, mas em situações diversas procuramos melhorar, e nas que não sabemos lidar, é melhor mesmo esperar uma resposta divina." Obrigado minha amiga por estas palavras, fizeram toda a diferença, gosto e preciso deste olhar de amigos das coisas que exponho neste blog, procuro a ficção, mas minha vida real grita e preciso escrever, minha melhor forma de me expor, de soltar os bichinhos, de me sentir melhor. Gosto do silêncio, quanto mais velho fico (só tenho medo da surdez rs).Querida poeta, depois desta visita seria eu injusto com Deus em ficar triste, tua presença me enche de alegria...já estou tendo um mês abençoado, e que esta benção chegue para ti também. Carinho respeito e abraço

      Excluir
  4. Acróstico

    Consistente pensador Caio Fernando
    Além disso é frasista veraz inspirado
    Insisto reconhece-lo mesmo quando
    Omite e parafraseia mui personalizado.

    Feliz o leitor que suas linhas acessa
    E que sua grada inspiração saboreia
    Reconhecendo o valor de cada peça
    Nunca vazias ou produzidas na areia.

    Assim esse bem produtivo brasileiro
    Nada de braçadas na literatura nossa
    Divide talento com um autor pioneiro
    Ou nos néscios de hoje dá uma coça.

    Abreu abre abismos e abalos abarca
    Beira bobagem bestar sobre bestunto
    Reconheço, vai deixando sua marca
    Em tudo que toca e qualquer assunto
    Um prócer, um soberano, um monarca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu bom amigo Jair, senhor de todas, mas todas mesmo, as palavras...gosto de mais destes versos:
      "Abreu abre abismos e abalos abarca
      Beira bobagem bestar sobre bestunto
      Reconheço, vai deixando sua marca
      Em tudo que toca e qualquer assunto"
      Caio Fernando Abreu, costumo dizer ser minha maior inspiração, meu escritor favorito e já tive o prazer de vê-lo e falar textos dele, para ele (numa remota juventude passada rs). Sabes o quanto me impressiona, não são só as rimas, as frases, mas o sentido real dos teus escritos, é fantástico, por que o texto sai redondo...e falas de uma forma linda deste escritor que tanto amo e admiro...mais do que presenteado, que é assim que me sinto a cada comentário, sinto-me lisonjeado por receber de ti este afago, que tenho certeza aonde o Caio estiver, estará compartilhando comigo esta alegria. Sempre me pergunto a cada novo comentário que leio de ti, aqui ou em outro blog, de onde vem tanta inspiração meu Deus? acho que só Deus sabe. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
    2. Jair,
      Agradeço mas que não sou tudo isso que você diz. Quando leio algum texto em prosa ou alguma poesia, se sinto conexão com o que o autor quis dizer, imediatamente me vem a mente algo a respeito e, o mais das vezes, consigo colocar esse pensamento em palavras. Não há qualquer truque nem qualquer mistério, as palavras mandam em mim, sou obrigado por elas a escrever o que elas ditam. Simples. Muito obrigado pelos elogios nem sempre merecidos que você faz, você é ótimo. JAIR.

      Excluir
  5. No somos forasteros en ninguna parte donde nuestro corazón esté sinceramente...
    Vida y Amor
    Isaac

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Isaac, és poeta de ofício mesmo, que lindo isso, e meu coração, sinceramente, está aqui nesta cidade que escolhi para viver, trabalhar e quem sabe encontrar o grande amor de minha vida...muito brigado meu amigo pela visita e coment´ário tão profundo e feliz para mim,para meu coração. Carinho respeito e abraço. Gracias.

      Excluir
  6. Olá,Boa noite,Jair
    CFA... subjugados são reduzidos à condição de meros objetos , roubam-lhe o tempo, o talento , o querer e o que mais pensar , sem o menor traço de humanidade...
    Jejum...não é preciso ser forasteiro para saber que o trigo e o joio continuam misturados, em toda a parte. Também a nós , cabe fazer a triagem... interessa-me, desde que esteja certo , não hesitar em falar...eu acho que tudo o que é preciso é deixar de preocupar com o mundo e começar a focar a atenção em si e o que te faz feliz e deixar de pensar que cerrar os lábios resolve, pois isso é ir com a corrente dos que querem isso, calar e alienar as pessoas...
    Agradeço pelo carinho,belos dias, abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Felisberto, a cada aparição tua aqui no blog, mais impressionado fico com tua maneira de pensar e escrever...sou um apaixonado por Caio, sua obra me fascina, instiga, ele sempre estará na cabeceira de minha cama, o releio muito, sempre...quanto ao jejum, tocaste num centro nervoso, mas fundamental, neste teu comentário, eu um amigo (hoje com muito mais que 40 gosto do silêncio rs), e o jejum foi uma forma de me proteger do que acontecia ou aconteceu no dia que postei. Acho que como toda pessoa que aprecia leitura, sou bem sensível, tento ser bom, sou um filho de Deus e tenho fé nisso, respeito e quero bem o próximo, mas nem Jesus agradou todo mundo, por isso quando recebi um : não gosto de ti, na minha cara, quase meu mundo caiu, mas já estava bem fortalecido com orações e rezas, sim sou meio beato, e já faz algum tempo que busco um equilibrio, deixar de ser tão passional, impulsivo e fatalmente eu que saía por louco e desequilibrado, por mais que eu tivesse razão, por isso acho que Deus ficou bem feliz com minha reação (escrever foi a forma mais violenta) ,digo que Deus gostou porque Ele presenciou aquele filho sempre choroso, orando pra Ele e cheio de medos do mundo e principalmente, revidava na hora, sem penasar, puro instinto, então Deus viu um filho dele mais crescido, mais adulto, equilibrado, profissional, pois se passou no trabalho, apenas disse que pena, mas iria pensar no final de semana o que fazer, profissdionalmente, ouvi isso no meu local de trabalho, enfim...como tou crescidinho e o que me interessa aqui, além da paz que esta cidade me proporciona, só quero fazer meu trabalho direito, correto, honesto, questões pessoais estão bem abaixo disso.
      Quanto ao jejum, fou num primeiro momento, mas preciso falar com as pessoas, faz parte do meu trabalho, e eu quero atende-las bem, de muito bom humor e tentar achar sempre senão a solução, um caminho...e cheguei a uma conclusão num passado próximo: ontemjá passou, amanhã sabe-se lá, e hoje, hoje tenho de resolver, falar se preciso, por isso o jejum é real e simbólico ao mesmo tempo, pois fico em silêncio, mas é preciso falar neste tempo, senão passa e fica o dito pelo não dito. Meu querido Felisberto que bênção te-lo aqui com este riquíssimo comentário, um grande afago que recebi. Tenhamos belos dias. Adorei tua história emcapítulos,mediverti e adorei teu alter-ego-personagem. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  7. Boa noite, Jair, penso que todos no mundo , somos de alguma forma forasteiros e que necessitamos algumas ou muitas vezes viver no silêncio para termos paz. Ás vezes, perco minha paz pela intolerância das minha palavras.Texto para muitas reflexões. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Ás vezes, perco minha paz pela intolerância das minha palavras." Minha querida Marli, acabas de me dar uma definição, por muito tempo em minhha vida fui assim, como disse acima, muito impulsivo, sentimental demais, beirando o desequilibrio rs...mas com amigos assim,como tu, como eu nãovou evoluir, crescer, me tornar um ser melhor...Marli tu fazes parte de minha vida,quer queria ou não. Obrigado pelo carinho de sempre . Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  8. Bom dia, querido amigo! Infelizmente, sei como se sente, e me dói ainda mais saber que as pessoas, com as quais trabalhei e convivi por um período considerável, não são se quer receptivas, quiçá hospitaleiras. Mas tenhas muita força, as coisas sempre melhoram, basta que estejamos dispostos a aceitar. Um grande abraço, meu amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá meu menino mais inteligente da área rs, foi um imenso prazer vÊ-lo no dia de hoje, nos visitando...mas já superei a receptividade ou não, a cidade de Rio Pardo foi e está sendo muito hospitaleira comigo, então acho que aqui, terei de conquistar meu espaço, respeito...mas por enuqanto sofro este tipo de represália, mas que de longe não representa a maioria, aliás, agora que meu coração está em paz e com Deus, estou mais aberto e menos chato, não escolho mais pessoas, deixo rolar naturalmente, os bons, são os bons e a ruim, bem, coitada dela rs. Fiquei feliz ao saber que passarás aqui de vez em quando, por isso te aguardo sempre, Diogo, meu menino muito inteligente. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  9. Gracias por tu visita, Jair, te agradezco tus palabras...Me cuesta entender tu idioma, pero deduzco, que te sientes forastero en ese lugar, donde la costumbre es ley y tu no te sientes digno de dar tu opinión y aportar tus ideas...Por otro lado dudas si estarás en el lugar adecuado y si debes seguir allí...La vida nos presenta caminos y pruebas, que debemos afrontar, todo eso requiere imaginación, voluntad y ganas de seguir adelante...Pienso, que la misma vida nos da pistas y mensajes alentadores para seguir adelante o bien cambiar de camino...Tu corazón y tu intuición sabrá lo mejor en cada momento, confía en la providencia, amigo.
    Mi gratitud y mi abrazo grande por compartir.
    M.Jesús

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado eu por tua visita e comentário tão nítido, eu também não sou expert em espanhol, mas a poesia, o interesse comum, as palavras me deram um entendimento superior a tradução (claro que tio google sempre está ali perto, se preciso rs)...entendeste bem:
      "...La vida nos presenta caminos y pruebas, que debemos afrontar, todo eso requiere imaginación, voluntad y ganas de seguir adelante..."
      E já deixa uma pérola, um mimo, uma luz, um caminho...gracias, gracias...e eu me permito que a providência divina, hoje com muito mais força e clareza dentro de mim, sim, eu coloco minha vida nas mãos de Deus (parece coisa de beato rs, mas eu sinto isso, e isso é bom e me faz bem...tudo bem, continuo com pequenos pecados, mas sou humano e tento a todo instante melhorar).
      Como te falei faz algum tempo que aprecio teu blog, e depois quando vi teu nome,amei,amo Jesus, adoraria tereste nome no meu nome,e as imagens, a começar a abertura, queligar é aquele, que luz, lindo...além de me fazer exercitar outro idioma, sou bombardeado por beleza visual, é um blog para se apreciar. Gracias. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  10. Gracias por tu visita, Jair, te agradezco tus palabras...Me cuesta entender tu idioma, pero deduzco, que te sientes forastero en ese lugar, donde la costumbre es ley y tu no te sientes digno de dar tu opinión y aportar tus ideas...Por otro lado dudas si estarás en el lugar adecuado y si debes seguir allí...La vida nos presenta caminos y pruebas, que debemos afrontar, todo eso requiere imaginación, voluntad y ganas de seguir adelante...Pienso, que la misma vida nos da pistas y mensajes alentadores para seguir adelante o bien cambiar de camino...Tu corazón y tu intuición sabrá lo mejor en cada momento, confía en la providencia, amigo.
    Mi gratitud y mi abrazo grande por compartir.
    M.Jesús

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias, amiga Maria Jesús.
      ps. Carinho respeito e abraço.

      Excluir