quarta-feira, 3 de maio de 2017

BELCHIOR


Resultado de imagem para BELCHIOR

Eu sou apenas um rapaz latino americano sem dinheiro no banco e vindo interior”...foi quando descobri Belchior já no inicio dos anos 80 (que saudade musical) . Aos sábados me reunia com amigos na casa do Jaca, o amigo que me apresentou Belchior. Eram discos, com as letras dentro da capa. Lembro de ter quase enlouquecido com a poesia dele. Já naquela época gostava de rabiscar, poemas, textos que se perderam nas mudanças. O que havia encontrado naquele cantor bigodudo era muito mais do que imaginava minha vã filosofia. Foi um situar-me no mundo, o que estou fazendo, e como fazer. Ainda vivia na ditadura militar, e as letras de Belchior me davam sinais, me mostravam caminhos, que hoje entendo melhor. Sempre gostei de música, desde o ventre rs e quando vivendo aqui neste planetinha, muito menino descobri a poesia, mas nada que fizesse muito sentido, até encontrar Belchior, eu, um rapaz latino americano sem dinheiro no banco, começava a ver com outros olhos, outra mente, outra postura com relação ao mundo que me rodeava, e nem sempre conseguia acompanhar. E sem dinheiro no banco e a inexistência da internet, restava-me muito pouco. Então devorei a biblioteca pública e ia me alimentado de palavras, com a música do Belchior sempre me acompanhando. Foi minha trilha sonora. Passei a ter um posicionamento político contra a ditadura que já dava sinais de cansaço. Pensei em postar junto uma letra de música dele, mas já o fiz em outras oportunidades no meu blog, então me limitarei a prestar esta singela homenagem ao artista que mexeu para sempre com minha mente, meus sentidos, minha vida...pois continuo latino americano sem dinheiro no banco, nem parente importante, e vivendo no interior.

10 comentários:

  1. Fizeste com tuas palavras uma bela e merecida homenagem ao Belchior! Valeu! Triste perda! abração,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica do Céu, minha adorável amiga, este é um artista que deixou um legado riquíssimo, letras geniais, músicas únicas. Ele merece, afinal já usei de suas letras postando aqui no bloguinho. Belchior, admiração eterna. Obrigado querida Chica, tua presença me dá ânimo e força e vontade de postar mais. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  2. Bonita homenagem, interessante post!
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado meu amigo de além mar Rui Pires, o senhor dos olhos de lince, obrigado por se fazer presente e apreciar o post. Este cara realmente marcou minha vida poética e musical, comecei a investir nas minha escrita, após ouvir muitos discos dele na casa de uma amigo meu, o Jaca. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  3. Acróstico

    Bem, talvez só um rapaz latino americano
    E muito mais que isso o rapaz fora também
    Livre de modismos vãos, esse ser humano
    Compôs, tocou e cantou como quase ninguém
    Hoje, saiu tranquilo deste terral plano
    Iniciou uma jornada para algum além
    Ora, como se tornou um perfeito cigano
    Ri-se deste Palenta que o fez de refém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu bom amigo e poeta e escritor e xará Jair Lopes...acróstico lindo, obrigado, possivelmente outra homenagem a este ser brilhante que partiu e nos deixou seu legado. Obrigado meu amigo Jair, senhor de todas as palavras, sempre muito feliz com tua nobre presença. Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  4. minh'alma é meu corpo à flor da pele....assim é a poesia melódica do Grande Belchior. Meu ídolo também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida rainha Margoh, muito feliz em tê-la por aqui...um comentário tão poético, como merece o homenageado por aqui. Poesia melódica, bela definição da musicalidade de Belchior, um poeta do nosso tempo e melodias criativas, com alma, com coração...Que sorte tivemos de poder reverenciar este artista único, em vida...agora ficará a saudade e sua obra imortal. Muito bom te ver querida rainha Margoh. Carinho respeito e abraço.

      Excluir

  5. Meu bom amigo Jair Machado, como bem diz, poetando,
    nosso amigo Jair Lopes, Belchior foi muito mais que um
    rapaz latino americano. Ele foi autoral, genuíno e atemporal.
    Belchior foi o compositor mais filosófico da MPB. A música
    de Belchior é universal, ainda que algumas abordem o regional
    e o situacional político. A mídia cita, sempre, as músicas da
    primeira fase como as mais robustas, entretanto, o alto nível criativo
    e peculiar manteve-se até o fim, hajam vistas, por exemplo, músicas
    criadas nos 80/90/2000, tipo: Em Respostas à Carta de um Fã; Pequeno Perfil de um Cidadão Comum; Balada de Madame Frigidaire; Arte Final; Num País Feliz; Recitanda;
    Tambor Tantã;Quinhentos Anos de Quê?
    Um abração. Tenhas uma boa tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu querido amigo, lembrei de ti na morte do Belchior, pois já manifestaste aqui mesmo no meu bloguinho tua imensa adoração e respeito pela arte deste artista. Concordo total contigo, não é à toa que foi seminarista franciscano, estudou medicina e filosofia e nos brindou com uma obra robusta e que perdurará, provocando sempre uma discussão ou até mesmo dúvidas no nosso existir. Obrigado meu bom amigo, este post do Belchior te aguardei, obrigado, tou muito feliz. Carinho respeito e abraço.

      Excluir